Assine a
Newsletter
Semanal

Nome
Email

Receba
Atualizações
Diárias

Email
Inscreva-se

quinta-feira, novembro 19, 2009

Diga não ao PLC 122 e à perseguição religiosa



O assunto não é novo. Trata-se do Projeto de Lei PL 5003/2001-PLC 122/2006, aprovado no apagar das luzes e em sessão esvaziada da Câmara dos Deputados, que está agora no Senado Federal e foi aprovado na Comissão de Assuntos Sociais daquela casa. E a Agência Senado quer saber o que pensa o distinto público.

Surpresa. Por mais um dos mistérios que rondam o Congresso Nacional, acabo de ser avisado pelo amigo Rubem Amorese, com longa vivência naqueles corredores, que a enquete da qual muitos de nós participamos saiu do ar. O apagão aconteceu quando 65% dos votos davam a vitória ao "não". O Senado diz que foi atacado por hackers. Bem, não posso dizer que estou surpreendido. Afinal, um funcionário preso do Senado recebeu salário durante 5 anos. Claro, tudo como manda a boa prática da gatunagem: o irmão assinava regiamente o ponto do detento. Aliás, o Senado é aquela Casa que gastou mais de 6 milhões de reais em horas extras em janeiro, mês de férias. 

Porém, Ultimato não vai deixar se vencer pelo cansaço e mais uma vez diz não ao PLC 122. Não à criminalização da opinião de quem ousar discordar da agenda homossexual. Para dizer não ao projeto acesse o site do Senado Federal.

E todo cuidado é pouco. Veja como é feita a pergunta na pesquisa de opinião lançada pela Agência Senado: "Você é a favor da aprovação do projeto de lei (PLC 122/2006) que pune a discriminação contra homossexuais?"

A pergunta é tanto simples quanto traiçoeira. Facilmente, ao correr os olhos na tela, podemos ler: "Você é a favor da discriminação contra os homossexuais?". Claro que não. Por princípio. E poupo o leitor de uma lista de boas razões bíblicas para tal. Então, devo dizer sim ao projeto que vai punir a discriminação, certo? Errado. O Projeto de Lei, conhecido como PLC 122, é uma peça burlesca. É uma ameaça concreta à liberdade religiosa e à liberdade de pensamento. E mais: agride e criminaliza a opinião de quem discordar. 

Ultimato reafirma o seu repúdio à homofobia e não abre mão da sua opinião em defesa da ética bíblica de uma conduta heterossexual. Para Ultimato, é heterofobia considerar homofóbica as afirmações em defesa dos valores cristãos. Leia a edição especial Homossexualismo e Homossexualidade


• Marcos Bontempo, editor

Um comentário:

Pb. Emerson Santos disse...

Estamos engajados nesta luca contra a PLC 122.
Esta mordaça GAYesta sendo preparada para calar a voz do Evangelho, por outro lado caso esta seja aprovada provocara uma perseguição que levará as Igrejas a rever seus conceitos e então veremos o apareceimento dos verdadeiros Cristãos.

Related Posts with Thumbnails